UFC inaugura primeiro Banco de Pele Animal do Brasil em parceria com IAQ

Curativo feito com pele de tilápia é aplicado em queimaduras de segundo e terceiro graus

ONúcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos (NPDM), da Universidade Federal do Ceará (UFC), e o Instituto de Apoio ao Queimado (IAQ) inauguraram, nesta quinta-feira (13), o primeiro Banco de Pele Animal do Brasil.

A pele tilápia é a primeira pele de animal a ser usada no tratamento de queimaduras. O curativo biológico é aplicado em pacientes com queimaduras de segundo e terceiro graus, tendo como vantagem a diminuição dos procedimentos de troca de curativos, causando menas dor e desconforto ao longo do tratamento.

Outro benefício é que a pele de tilápia tem maior quantidade de colágeno dos tipos 1 e 3, proteínas importantes no processo de cicatrização. O uso da pele de tilápia também evita contaminação bacteriana e perda de líquidos por exsudato, secreção de natureza inflamatória.

A realização de um estudo multicêntrico está prevista para o segundo semestre de 2017 nos estados de Goiás, Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo, onde mil unidades da pele de tilápia esterilizadas vão beneficiar pacientes vítimas de queimaduras.

Equipe

Sob direção do Prof. Odorico de Moraes, coordenador do NPDM, o banco de pele terá coordenação médica de Edmar Maciel, presidente do IAQ; e coordenação de enfermagem de Cybele Leontsinis, do Centro de Tratamento de Queimados do Instituto Dr. José Frota (IJF).


CN7

Postagens mais visitadas deste blog

Sete bandidos morrem em confronto com a PM do Ceará durante ataque a bancos em Jaguaruana no Vale do Jaguaribe

Carreta atropela e mata 7 vacas na CE-356 próximo a ponte Rio Jaguaribe em Flores

HOMEM É MORTO A TIROS NO CENTRO DE LIMOEIRO DO NORTE